Domingo, 19 de agosto de 2018

Transparência

Sobre a transparência e o saldo positivo da prestação anual de contas do nosso Sindicato

Caríssimos companheiros,

Venho a todos reportar sobre os resultados apresentados pela atual Diretoria referente à gestão do ano de 2017, relatando o que se segue. Vale lembrar que estão disponibilizadas a todos os interessados as planilhas com os dados, em nossa Sede Central, para apreciação e conferência.
No montante principal, os gastos maiores foram com a  reforma e ampliação da Subsede de Boiçucanga, onde foi gasto um total de R$ 133.935,00. Houve também a eleição em dois escrutínios, cujos os custos somam R$ 36.466.00. E mesmo com todos estes investimentos extras, passamos um saldo positivo para o ano de 2018 de R$ 135.151,00.
Este valor é considerável, porém muitas vezes insuficiente se não for bem gerenciado. A maioria dos associados não tem a noção exata da abrangência da prestação de serviços que é realizada no dia-a-dia.
Além dos gastos com os funcionários, estagiários e prestadores de serviço, existe o expediente incluindo a telefonia e informática, comunicação e mídia, realização de eventos, manutenção dos prédios e veículos, o pagamento dos encargos sociais, despesas, taxas e tributos.  Isso sem contar com a assistência da parte social aos mais necessitados e as parcerias subsidiadas. Lembramos que desde um selo até o salário dos advogados, tudo tem um custo. E são três sedes para gerenciar ações e procedimentos.
Como conselheira fiscal, parabenizo o excelente trabalho realizado pela Diretoria com o bom emprego  dos nossos recursos e sua aplicação.
Aguardamos a sua presença na prestação do próximo ano para contribuir com novas ideias e sugestões para melhor gestão do nosso patrimônio.

Nos vemos na assembleias. Grande abraço.
Roseli Paturalski Prado

 

<