Quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Palavra da Presidente

Você servidor, está preparado para olhar o seu holerite?

Vamos falar novamente de reajuste salarial, mas antes quero fazer uma retrospectiva das nossas ações. Iniciamos a nossa Campanha Salarial em março deste ano, onde realizamos assembleias nas três sedes do Sindserv, para que a categoria de todo o município tivesse a oportunidade de participar e decidir sobre a Pauta de Reivindicações que seria enviada para a administração. No mês de abril finalizamos as reivindicações também deliberadas e votadas em assembleia e enviamos à prefeitura. Em maio, em reunião com o Chefe do Executivo, apresentamos a pauta e recebemos a resposta de que a porcentagem pleiteada não seria atendida, porém todas as reivindicações (reajuste salarial, vales alimentação/refeição, pagamento de adicionais como: periculosidade, insalubridade e risco atividade) estariam sendo analisadas por técnicos da municipalidade, que concluiriam o impacto financeiro em conjunto com as secretarias de Fazenda, Administração e Governo e apresentariam para a diretoria, coisa que não ocorreu até a presente data.


Mediante a falta de uma resposta oficial, a categoria deliberou pelo Estado de Greve e continuamos com uma sequência de várias ações promovidas por este órgão de classe; assembleias, atos de protesto pelas principais ruas da cidade, ocupação na sessão de Câmara para solicitar o apoio dos vereadores, panfletagem no comércio local e paralisação seguida de passeata. 


A administração se posicionou através de entrevista concedida a uma rádio local dando a expectativa de um possível reajuste no mês de SETEMBRO, com a desculpa de ser possível somente se a arrecadação do município aumentasse, contrariando o artigo 108 do nosso Estatuto, que deixa bem claro que os salários dos servidores tem que ser reajustados no mês de maio todos os anos, contrariando também a promessa de campanha da administração que dizia que todas as perdas e reposições salariais seriam dadas na DATA CORRETA.


Pois bem, SETEMBRO está aí, se a tal promessa na rádio se concretizar, o reajuste será no próximo pagamento. Você servidor, está preparado para olhar o seu holerite? E se não vier os 5% das perdas e mais a inflação do período que foi 3%, garantido na Constituição Federal? O que você, meu companheiro servidor, vai fazer? Mais uma vez vai se conformar e acreditar que ano que vêm vai ser diferente? Vai procurar fazer um “bico” já que tudo teve reajuste, a luz, o gás de cozinha, a gasolina, menos o seu salário? Ou vai mostrar a sua indignação por mais uma vez ter que pagar pelos problemas que não foi você que causou?


O sindicato é a sua ferramenta de luta companheiro, é o seu instrumento para conquistar os seus direitos. Participe de todos os atos promovidos pelo sindicato, pois só a luta muda a vida e UNIDOS SEMPRE SEREMOS MAIS FORTES!

 

Abraços,

Audrei Guatura
Presidente do Sindserv

<